Follow by Email

Tuesday, April 08, 2008

Como brilham lentas as maçãs



Não chegarás nunca a dizer
como brilham lentas a maçãs
os gatos se demoram nos joelhos
sem liberdade crescem as crianças
Esta noite iremos pela tarde
até às dunas
vai chover
talvez a terra fique limpa.
escreverei como as crianças brilham.


Eugénio de Andrade, Limiar dos Pássaros

No comments: